Pages

14 de agosto de 2011

Narnia

"Nárnia para mim foi sempre um escape do que o mundo poderia criar de destruidor em mim, eu creio ter passados por muitos desertos ainda muito pequeno, mas me recordo de me reconfortar em folhas caídas de outono, em um bosque isolado, trazendo à mim sono eterno, ele me conectou a dois mundos, aquele bosque de dois mundos, se encontrava então essa árvore branca e negra, em suas folhas me contaram histórias, em algumas folhas, as minhas lágrimas caíram, outras, o meu coração não me deixava dormir no bosque mais sonolento de todos, mas algumas me faziam sentir o sopro de Aslam, me levando de alguma maneira a um castelo magnífico, não precisei ser morto, ou levado por portais a Nárnia, eu precisei pegar as palavras de Lewis, porque elas nos levam a novos lugares, porque foi em um mundo abaixo dos meus pés, que ouvi falar que serei narniano mesmo que não tenha nárnia e acreditarei em Aslam mesmo que esse não exista."


Vou falar do amor por esse conto, escrito por Lewis(seu lindo/undigo/ocara). Em 2004, perto de quando o computador chegou aqui(1998 ashhsau), na época, e eu pesquisei por Nárnia uma banda de heavy metal cristão, e então descobri sobre um livro, "As Crônicas de Nárnia", e fui me interessando e li SM, sem descobrir que havia outros livros. Então em 2006 meu pai alugou um filme, As Cronicas de Nárnia, o Leão a Feitiçeira e o Guarda-Roupa, e apaixonei com a história, me identifiquei com os personagens, amei a criação das cenas, a fotografia, tudo, me atrai, então eu tive um interesse muito grande sobre a história, tinha vários outros filmes, mas só assisti aquele, fiquei de boca aberta vendo o Edmundo comendo aquele manjar turco foi tão, bom, e no natal, me compraram, um livro de volume único, e fui lendo e me encantando, aquela história me chamava tanto a atenção, que eu nem acreditava que estava lendo, pensei que estava lá dentro, e depois de lermos LFG nos faz até querer entrar no guarda-roupa, SM, comprar um anel mágico, PC, entrar em um trêm, VPA desenhar um navio em um quadro, e CP levantar os braços e gritar por Aslan, algumas pessoas ligam minha paixão à Nárnia com algum tipo de fanatismo ou idolatria, pelo contrário, eu acho que meu interesse por Nárnia nunca chegaria a esse ponto, não tenho o temor que tenho por Deus por Nárnia, ou mesmo, interesse, ou mesmo acreditar sabe, eu acho que eu gostei tanto, foi porque eu me identifiquei com a história, e com cada palavra de Lewis, acho que todas as pessoas uma vez encontram, isso, o Daniel comentou no post "Agosto's Back" que não é pra mim parar de ouvir Ev. porque raramente encontramos algo que nos identificamos tanto em todas as coisas, mas na verdade, o que me identifico totalmente, sem ser a bíblia, graças a Deus, é Nárnia. Então, acho que tem motivo esse meu grande interesse, eu sei que as vezes falo de mais nisso, tenho tantas coisas disso, mas mesmo assim é só uma forma de representar, porque na verdade sou mais fã de Lewis do que de Nárnia, foi ele que me levou para aquele lugar, que criou a Jadis, o personagem, mais intrigante, interessante e bem montado. Bom é isso aí, beijos no tóba a todos!

Reações:

3 comentários:

  1. Nossa, eu adoro Nárnia, bom demais! E teu texto, divertido como sempre, ameeei!
    http://lollyoliver.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  2. Tambem gosto muito de Narnia, tenho um blog sobre...
    http://narniasecrets.blogspot.com/

    ResponderExcluir

O Bacon do Stewie recebe com prazer seu comentário, qualquer conteúdo spam, ofensas quais são usadas para caluniar alguém ou alguma religião, crítica sem argumentos, e palavras ociosas, serão deletados.

◘ Qualquer tipo de comentário indevido, ofendendo ao autor da postagem, ou alguém de forma muito indevida, o autor do comentário será banido perpetuamente do blog.