Pages

14 de junho de 2012

J.R.R Tolkien e Suas Baboseiras

Refugar
Olá seus coisos! Hoje, eu decidi finalmente postar, bom, tem um bom motivo para eu não postar. É que minha vida olhado pelos outros, anda um saco, mas por mim mesmo, eu ando passando por muitos problemas; bom, houve uma discussão entre eu e os meus pais, e eu tremi bastante, e quase tive uma convulsão, e a minha vó, no outro dia, me ofereceu pagar uma psicóloga(e só disse à mim, porque meus pais não aprovam que a minha vó interfira nisso, e nem pensariam na ideia), e eu concordei, e estou descobrindo coisas em mim, e com elas, ando lutando muito para não viver dramas de que: "Minha vida é uma droga!", quando não é. Eu me sinto constrangido por toda essa situação, assim como me sinto bem porque as coisas andam andando.

Então, "O que você vai postar?" Como não faço ideia, o Dan ficou se oferecendo, e eu deixei, ele vai postar algo dele, espero que gostem, bom, eu só deixei ele fazer isso, porque eu não tenho o que postar, e me identifico muito nas ideias dele, esse é um blog pessoal, e então qualquer coisa que quiserem postar, eu vou ter que dar uma olhada, já o do dan, estou lendo junto com vocês.

Tolkien

"Oi pessoal! Creio que acompanho esse blog desde que o Vinícius era da comunidade do Photofiltre, e vejo esse blog crescendo, e despertou o interesse de participar um pouco dele, e pedi para postar algo, bom isso não convém. Eu vejo o Bacon postar tanto de Lewis, e eu decidi postar um pouco sobre o amigo dele, JRR Tolkien, ele viveu sua infância em  Sarehole, a inspiração do condado. Ele então foi conhecedor de várias línguas naquele "condado", ele era influenciado por sua mãe a ler contos de fada, e conhecer outras línguas, modernas e antigas. Quando Tolkien fez 12 anos sua mãe morreu. Ele se dedicava apenas aos estudos, porém com a Primeira Guerra Mundial, Tolkien teve que se alistar para defender o exército inglês. No front ele pegou uma doença chamada febre das trincheiras, causada pela falta de higiene, e voltou para a Inglaterra. E um grupo de estudo que Tolkien havia formado foi destruído, a amizade entre eles, porém já havia transformado suas vidas. Toda esta cumplicidade pode ser vista na obra de Tolkien, principalmente na lealdade da Comitiva do Anel, em O Senhor dos Anéis.(por mais que ele negue essa relação tão grande entre a Primeira Guerra, e o livro)
Enquanto se curava da doença, ele começou a escrever The Book of Lost Tales(O Livro dos Contos Perdidos), que mais tarde virou The Silmarillion. É neste momento que Tolkien começa a desenvolver o seu universo baseados nas lendas finlandesas que ele conheceu através da sua mãe, e talvez por isso, tenha guardado em tanto estimo. Com o fim da Guerra, Tolkien volta a Oxford e retoma seus estudos e carreira. Mais estabilizado, o professor passou a dedicar atenção especial à família. Enquanto corrigia um bolo de provas, uma folha em branco foi o impulso que precisava para começar a colocar no papel as histórias que contava para os filhos. Tudo começava com uma toca no chão, onde vivia um hobbit, e através desse elemento ele seguia a narrativa, e as histórias narravam as aventuras de Bilbo Bolseiro, um ser menor que um anão, de pés grandes e peludos, pertencente a esta raça chamada hobbit. A história caiu nas mãos do editor Stanley Unwin que, depois de ver a velocidade com que seu filho de 10 anos lia a obra, decidiu publicá-la. O Hobbit (The Hobbit - 1937) só tinha um problema; as 310 páginas de sua versão original foram consideradas muito poucas pelos leitores, que a esta altura já podiam ser chamados de fãs. Uma continuação foi encomendada ao escritor, mas com toda a sua responsabilidade (com as aulas) e detalhismo, Tolkien levou nada menos do que 12 anos para terminar O Senhor dos Anéis (The Lord of the Rings), que foi lançado em três volumes - os dois primeiros em 1954 e o terceiro no ano seguinte.  Em 1959, Tolkien, já famoso pela sua obra, se aposenta como professor. As Aventuras de Tom Bombadil, Tree and Leaf e Smith of Wootton Major foram publicados respectivamente em 1962, 1964 e 1967. No ano de 1965, uma versão pirata de O Senhor dos Anéis é lançada nos Estados Unidos. A obra influencia os hippies que difundiam sua ideologia pacifista da Califórnia para o mundo. Sua esposa faleceu em 1971, aos 82 anos.
Um ano depois, ele volta para Oxford e recebe o título de Comandante da Ordem do Império Britânico e de Doutor Honorário em Letras pela Universidade de Oxford.  Em 2 de setembro de 1973, em Bornemouth, J.R.R. Tolkien faleceu, aos 81 anos."

"Muitos que vivem merecem a morte. E alguns que morrem merecem viver. Você pode dar-lhes vida? Então não seja tão ávido para julgar e condenar alguém à morte." J. R. R. Tolkien (O Senhor dos Anéis).

Reações:

13 comentários:

  1. Não sei porque dizer Baboseiras para o Tolkien...

    ResponderExcluir
  2. porque tem gente que fica irritada com isso AUHAHHAUHUAHU e Tolkien é um saco.

    ResponderExcluir
  3. Dan, seu puto, para de ser sabedor assim.

    ResponderExcluir
  4. Tenho vontade de ler O Senhor dos Anéis. Um dia vou ler. Mas vendo pelos filmes (que sempre durmo), acho difícil de me apaixonar como foi com Harry Potter e Nárnia.

    ResponderExcluir
  5. "tolkien e suas baboseiras" kkkkkkkkkkkkkk divo

    ResponderExcluir
  6. @Denieel: Não acredite nas palavras da sua mãe.
    @Gustavost: Olha a baixaria - nirvana
    @Gustavo Bruno: Olha, até que eu curto os filmes mais, passa mais emoção, e a narrativa não é cansativa, Tolkien só não sabe dosar a história.

    ResponderExcluir
  7. rsrsrs' Tenho vontade de ler mais pela repercussão da obra. Um pouco pelo Nightwish também, mas sempre apontam o universo criado por ele como o maior dos de fantasia. Aí eu fico curioso né. rs'
    Só tenho que conseguir o livro, porque é grande, caro e nas bibliotecas daqui parecem estar todos fudidos.

    ResponderExcluir
  8. muito legal seu BLOG...rs

    Abraços!

    ResponderExcluir
  9. nunca tinha ouvido falar, mas se escreveu o senhor dos anéis tem uma imaginação mto boa

    ResponderExcluir
  10. AHUAHUAHHUAHAUHUA sim, cheio de imaginação, só não sabe dosar ela.

    ResponderExcluir

O Bacon do Stewie recebe com prazer seu comentário, qualquer conteúdo spam, ofensas quais são usadas para caluniar alguém ou alguma religião, crítica sem argumentos, e palavras ociosas, serão deletados.

◘ Qualquer tipo de comentário indevido, ofendendo ao autor da postagem, ou alguém de forma muito indevida, o autor do comentário será banido perpetuamente do blog.